Paranaenses na torcida para que não tenha La Niña em 2021

Para baixar o áudio, clique nos três pontinhos à direita

A previsão para que os reservatórios de água voltem a um nível normal na Região Metropolitana de Curitiba não é animadora. Apesar das chuvas dos últimos dias, a estiagem pode seguir até as chuvas de verão, a partir de dezembro. É o que indica o monitoramento do Simepar. Segundo o Diretor-Presidente do Simepar, Eduardo Alvim, é preciso um período de três meses de chuva dentro ou acima da média para recompor o nível dos mananciais.

Os paranaenses também precisam torcer desde já para que o fenômeno La Niña não aconteça no início do ano que vem. O resfriamento das águas do Oceano Pacífico pode ter como consequência um verão mais seco no Paraná, justamente no momento em que são esperadas as chuvas mais intensas para reduzir a seca. O Diretor de Meio Ambiente e Ação Social da Sanepar, Julio Gonchorosky, ressaltou que a seca é severa e preocupante.

Para mais informações: www.paranacooperativo.coop.br / App Paraná Cooperativo

Imagem: AEN/PR

Com informações da Agência Estadual de Notícias do Paraná.