Cooperativa realiza projeto-piloto de nova modalidade agrícola – Entrada do BRDE no Plano Safra estava prevista na nova Lei do Agro

Para fazer o DOWNLOAD, clique nos três pontinhos!!!

O Crédito de Recebíveis do Agronegócio garantido pelo BNDES foi lançado 08/04 pelo Ministério da Agricultura. No CRA Garantido, como está sendo chamada a operação, o banco entra como garantidor, o que gera concorrência no mercado, reduzindo os riscos da operação e, consequentemente, as taxas de juros aos produtores. A finalidade é aumentar as fontes de crédito para os produtores rurais, inclusive para renegociação de dívidas.

O projeto piloto desta nova modalidade está sendo realizado por uma cooperativa: a Cotrijal, de Não-Me-Toque/RS, que reúne 7,7 mil associados de 32 municípios do Norte do Rio Grande do Sul. A Ministra Tereza Cistina crê no sucesso do CRA Garantido.

***

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) estreia no Plano Safra 2020/21 com equalização de juros com recursos próprios. A novidade se soma aos limites do BNDES, dando oportunidade maior de financiar a agricultura dos três estados do Sul – Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Os dois únicos bancos que se habilitaram foram o BRDE e o Banrisul. Eles passam a integrar o grupo que já tinha acesso – Banco do Brasil, BNDES, Sicredi, Bancoob e Cresol. A operação, prevista pela nova Lei do Agro, permite que os bancos tenham caixa para financiar investimentos com equalização de juros para pequenos e grandes produtores.

Para mais informações: www.paranacooperativo.coop.br / App Paraná Cooperativo

Imagem: iStock/Mapa

Com informações do Ministério da Agricultura e da Agência Estadual de Notícias do Paraná.