Novas concessões de rodovias para o PR terão validade de 30 anos

Para fazer o DOWNLOAD, clique nos três pontinhos!!!

O Governador Ratinho Junior anunciou, na manhã desta sexta-feira (21/05), em entrevista coletiva, que o Ministério da Infraestrutura vai adotar a modelo de concessão das rodovias paranaenses proposto pelo Estado do Paraná. Para o Governador, a decisão do governo federal em mudar o modelo de concessão das rodovias no Estado é resultado de uma conjugação de esforços. Ratinho Junior agradeceu à Assembleia Legislativa, à bancada federal, às entidades que integram o G7 – o Sistema Ocepar, Faep, Fiep, Fecomércio, Faciap, Fetranspar e ACP- e demais organizações que contribuíram com sugestões e propostas.

A mudança na modelagem aconteceu após uma agenda intensa do governador Ratinho Junior em Brasília. Ele se encontrou na capital federal com o presidente Jair Bolsonaro e com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, reforçando a necessidade da implementação de um modelo de pedágio que respeite o anseio da sociedade paranaense pela menor valor, sem outorga.

Os novos traçados da concessão rodoviária, segundo demanda do Governo do Estado, estão divididos em seis lotes que totalizam 3.327 quilômetros. Os desenhos, porém, são diferentes do atual, já que incluem rodovias que não estavam contempladas até então, como a PR-323, no Noroeste, a PR-280, no Sudoeste, e a PR-092, no Norte Pioneiro, um incremento de 834 quilômetros no atual traçado. O conjunto é formado por estradas estaduais (35%) e federais (65%).

O projeto prevê investimentos de R$ 42 bilhões, com a duplicação de 1.783 quilômetros (90% até o sétimo ano do acordo), a construção de 10 contornos urbanos, 253 quilômetros de faixa adicional nas rodovias já duplicadas e 104 quilômetros de terceira faixa para apoio ao trânsito. A proposta contempla, ainda, sinal de wi-fi em todos os trechos de estradas, câmeras de monitoramento e iluminação em LED. As novas concessões têm validade de 30 anos.

Imagem: Jonathan Campos / AEN