Repetindo Avicultura, outras proteínas têm grandes possibilidades de negócio com o Japão depois de novo status sanitário

Para fazer o DOWNLOAD, clique nos três pontinhos!!!

O reconhecimento internacional como Área Livre de Febre Aftosa sem Vacinação coloca o Paraná em outro patamar, que permite ao Estado acessar mercados que pagam mais pelos produtos com essa chancela de qualidade. O novo status sanitário, mesmo tendo relação direta com o plantel bovino, permite o acesso aos mercados considerados mais ‘nobres’, que pagam mais pelo quilo da carne suína brasileira.

Usando como referência o preço pago por quilo de suíno exportado de Santa Catarina para o Japão, um mercado nobre, e para outros países da chamada Lista Aberta, como Chile e China, é possível notar a diferença. Os japoneses pagam até 50% a mais.