Universidade curitibana oferece acolhimento psicológico gratuito para vítimas de violência doméstica

Para fazer o DOWNLOAD, clique nos três pontinhos!!!

A pandemia fez crescer de modo significativo os casos de violência doméstica. De acordo com dados do Instituto Datafolha, uma em cada quatro mulheres foi vítima de violência no Brasil em 2020, ou seja, 17 milhões de brasileiras teriam sofrido algum tipo de agressão, sendo a maioria dentro de casa. Já o Sistema Único de Saúde (SUS) aponta que a cada uma hora um LGBTQIA+ é agredido no Brasil.

Com o objetivo de acolher pessoas que estejam ou estiveram em situações de violência, ou em relacionamentos abusivos, o Centro de Psicologia de uma universidade de Curitiba ampliou o projeto batizado de ”VIDORA” (Violência Doméstica e Relacionamento Abusivo). Criado há três anos, o projeto, que já atendeu diversas pessoas presencialmente, passa a atender de forma on-line pessoas de diferentes regiões do Brasil acima de 18 anos, independentemente do gênero ou da violência sofrida, seja psicológica, sexual ou física, explica a psicóloga e professora Valéria Ghisi.

Saiba mais: @projetovidora

Imagem: Divulgação