Mudança do ICMS dos combustíveis é bom para o presente mas ruim para o futuro, diz especialista

A Câmara dos Deputados aprovou o texto do projeto de lei que prevê alteração na forma de cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre os combustíveis. A proposta segue para apreciação do Senado Federal. De acordo com a proposta, o ICMS relativo ao óleo diesel, ao etanol hidratado e à gasolina terá a um valor fixo, “que não esteja sujeito a flutuações constantes, como ocorre atualmente”.

Para o especialista Marco Aurélio Pitta, a mudança do ICMS dos combustíveis é bom para o presente, mas ruim para o futuro.

Imagem: Divulgação