Produtor precisa monitorar sua lavoura para evitar Ferrugem Asiática da Soja

Apesar de ainda não haver ocorrência da Ferrugem Asiática da Soja em lavouras comerciais, o serviço de monitoramento do Paraguai detectou a presença do fungo Phakopsora Pachyrhizi, causador da doença, em plantas voluntárias de soja (não cultivadas e que nasceram espontaneamente) e no kudzu (Pueraria lobata), hospedeiro alternativo do fungo. No Brasil, esporos do fungo da ferrugem foram identificados em coletores.

Quando o vazio sanitário não consegue eliminar totalmente as plantas voluntárias e os hospedeiros alternativos, estes podem sobrar e servir de inóculo para a doença na safra. Por isso, é necessário o produtor monitorar sua lavoura, afirma o Pesquisador da Embrapa Soja, de Londrina, Rafael Soares.

Saiba mais: www.embrapa.br/soja

Para mais informações: www.paranacooperativo.coop.br / App Paraná Cooperativo

Imagem: Arquivo Embrapa