Podcast Apasem #4: “50 Anos da Apasem – Parte 01”

Os podcasts que você vai ouvir sobre as origens da produção de sementes e o aniversário de meio século da Associação Paranaense dos Produtores de Sementes e Mudas são baseados no livro “Apasem 50 Anos – Sempre a Melhor Semente”, uma obra escrita pelo Jornalista Eloy Olindo Setti. O livro traz detalhes da evolução do setor sementeiro paranaense e brasileiro, mostra como a Apasem esteve envolvida nesse processo e traz relatos de personagens que construíram e constroem esta história.

***

Eloy começa nos contando como foi o trabalho de resgate das informações para contar a história da Apasem.

***

As primeiras pesquisas em melhoramento de sementes e mudas no Paraná se devem aos irmãos engenheiros agrônomos Zdenek e Carlos Gayer, nascidos na antiga Tchecoslováquia, que emigraram ao Paraná entre 1912 e 1913. Zdenek se estabeleceu em Araucária, na propriedade particular que chamou Gayerovo, e ali passou a exercer a agricultura e a fazer melhoramento de sementes e mudas. Sobre ele fala sua bisneta, a historiadora Tânia Gayer.

***

Eloy Setti explica por que 1934 é considerado o ano de início da padronização do setor sementeiro brasileiro.

***

Após a morte de Zdenek, em abril de 1940, seu filho, Valdomiro Gayer, que tinha apenas experiência prática no campo, continuou trabalhando arduamente na propriedade para mantê-la. Seu neto, o agrônomo Waldomiro Gayer Júnior, tinha o mesmo espírito idealista e inovador do avô. O filho de Waldomiro Gayer Júnior, Waldomiro Gayer Neto, segue os passos da família.

***

O autor do livro em homenagem aos 50 anos da Apasem também faz referência a dois marcos importantes no processo de amadurecimento do setor sementeiro nacional: o nascimento das Comissões Estaduais de Sementes de Trigo nos Estados do RS, SC e PR e a criação do Plano Nacional de Sementes, o Planasem, no fim dos Anos 60. Para sua implantação, foi criado no início da Década de 70 o Programa Agiplan (Apoio Governamental de Implantação do Plano Nacional de Sementes).

***

Engenheiro agrônomo formado pela UFPR no ano de 1974, Francisco Carlos Krzyzanowski é mestre em Fitotecnia pela Universidade de São Paulo (USP), doutor em Patologia de Sementes pela Universidade de Mississipi e pós-doutor em Fisiologia de Sementes pela Universidade da Flórida. Começou a trabalhar no Iapar (Instituto Agronômico do Paraná), em 1974, para montar o setor de sementes e, desde 1987, é pesquisador da Embrapa Soja, em Londrina. Ele conta um pouco desse trabalho.

***

Mobilizados pelo Ministério da Agricultura no Paraná, os representantes dos produtores e comerciantes de sementes e mudas reuniram-se no dia 21 de agosto de 1971, no auditório do Serviço Social da Indústria (Sesi), em Curitiba, para participar do “1º Encontro de Sementes e Mudas do Paraná”, com o objetivo de discutir os problemas do setor e fundar a Apasem (Associação Paranaense dos Produtores de Sementes e Mudas). Eloy Setti destaca a grande presença de cooperativas e do produtor Rubens Carlos Buschmann na idealização e na fundação da entidade.

***

Fernando Henning é pesquisador da Embrapa Soja e Vice-Presidente da Abrates (Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes). Ele conhece muito bem a importância do trabalho da Apasem para o setor sementeiro paranaense e brasileiro. Fernando afirma sem medo de errar que este trabalho não seria o mesmo se a Apasem não existisse.

***

Eloy Setti encerra nosso primeiro podcast sobre os 50 anos da Apasem falando o que o leitor vai encontrar no livro “Apasem 50 Anos – Sempre a Melhor Semente”.

***

Saiba mais sobre os 50 anos da Associação Paranaense dos Produtores de Sementes e Mudas: www.apasem.com.br E acompanhe nossos podcasts seguindo o Canal “Podcast Apasem” no Spotify e no Deezer.

Deezer: https://deezer.page.link/chnZ6oKNEMUKiFRb6