Não são apenas setores bovino e suíno que ganharam com novos status sanitários conquistados pelo PR há um ano

A conquista do Paraná como Área Livre de Febre Aftosa sem Vacinação é fruto de mais de 50 anos de trabalho e parceria entre iniciativa privada, entidades representativas do agronegócio e governo estadual, tendo em vista os benefícios econômicos que o status já está proporcionando a todo o Estado um ano depois da certificação dada pela OIE (Organização Mundial de Saúde Animal).

Da mesma forma, essa união de forças foi fundamental para a classificação do Estado como Zona Livre de Peste Suína Clássica Independente, confirmando o Paraná fora de um grupo atualmente formado por 11 Estados, o que garante maior proteção internamente e vantagens sanitárias aos produtores locais no mercado internacional.

Os reflexos dessas duas conquistas já podem ser notados pelo volume de investimentos que indústrias do setor de proteínas animais. Só pra ficar num exemplo: a Cooperativa Central Frimesa se prepara para inaugurar seu frigorífico, em Assis Chateaubriand, até o ano que vem.

O Secretário Estadual da Agricultura, Norberto Ortigara, afirma que não são apenas os setores bovino e suíno que ganham com os novos status: ele cita exemplos no setor de piscicultura, como nos casos da Copacol e da C. Vale; a Cocari e a Aurora, que atuam com frango em Mandaguari e assumiram frigorífico em Alvorada do Sul; e a Coopermota, que assumiu indústria em Cornélio Procópio.

Nesta terça-feira pela manhã, acontece no Palácio Iguaçu, em Curitiba, uma cerimônia de celebração de um ano dos novos status sanitários concedidos ao Paraná. O evento servirá também para comemorar os 10 anos da Adapar (Agência de Defesa Agropecuária do Paraná).

Para mais informações: www.paranacooperativo.coop.br / App Paraná Cooperativo

Com informações da Agência Estadual de Notícias do Paraná:

https://www.agricultura.pr.gov.br/Noticia/Novo-status-sanitario-do-Parana-completa-um-ano-e-impulsiona-investimentos-bilionarios

https://www.aen.pr.gov.br/Audio/Novo-status-sanitario-do-Parana-completa-um-ano-e-impulsiona-investimentos-bilionarios

Imagem: Gilson Abreu/AEN